Olyng

Dicas e Estratégias de Marketing Digital

Youtube: Mais vídeos serão removidos do que o habitual
Noticias & Novidades

Youtube: Mais vídeos serão removidos do que o habitual

Com o avanço da pandemia do coronavirus (covid-19) na maioria dos países, diversas empresas acabam fechando as portas a fim de manter mais pessoas dentro de suas casas.

Por conta disso, o Youtube, a maior plataforma de vídeos online da internet, teve que reduzir a sua equipe de trabalho em alguns escritórios, e como resultado, seus sistemas automatizados (bots) começaram a entrar em ação.

Segundo o próprio Youtube, a medida foi tomada para tentar intervir em vídeos de que violam as regras, ou que possuam conteúdos inapropriados, tudo isso para manter a plataforma “segura”.

Mas como todos nós sabemos, atualmente, apesar de nossas maquinas serem capazes de resolver cálculos monstruosos e até mesmo tomar algumas decisões inteligentes (por vezes mais rápido que nós).

Elas ainda não são capazes de substituir o pensamento humano, logo, qualquer vídeo postado no youtube, mesmo que não viole suas políticas internas, ainda assim, pode ser considerado como uma ameaça, e ser removido da plataforma.

O que você vai ver nesta notícia?

Os bots estão a solta, mais vídeos podem ser removidos

De acordo com uma publicação do próprio Youtube:

“Como resultado das novas medidas que estamos tomando, começaremos temporariamente a contar com mais tecnologia para ajudar com parte do trabalho normalmente realizado pelos revisores. Isso significa que os sistemas automatizados começarão a remover algum conteúdo sem a revisão humana, para que possamos continuar a agir rapidamente para remover conteúdo violador e proteger nosso ecossistema, enquanto mantemos as proteções no local de trabalho”

Para que você possa entender o que está prestes a acontecer (se não já esta acontecendo), em primeiro lugar, precisamos entender o papel dos “revisores de conteúdo” na plataforma do Youtube.

Sempre quando postamos um vídeo, seja ele de qualquer natureza no youtube, ele passa por uma verificação automatizada, que é realizada pelo próprio sistema.

Nessa validação, o sistema é capaz de interpretar cada frame do seu vídeo (cada quadro de imagem ali presente), buscando identificar problemas que violem suas políticas.

Por exemplo, vamos supor que você faça um vídeo e dentro dele você mostre um conteúdo altamente impróprio, anti-ético ou violento.

O algorítimo de validação, por sua vez, será capaz de tentar interpretar cada imagem que esta sendo mostrando ali, tudo isso graças a inteligência artificial apta a fazer o reconhecimento das imagens ali presentes.

Quando ela reconhece algo fora dos padrões, uma notificação chega até o revisor de conteúdo, cabendo a ele analisar a parte do vídeo em que a violação está presente, e com isso, tomar a decisão final de remoção ou não.

Essa primeira etapa de verificação ajuda os revisores a tomar decisões mais rápidas. Agora imagina o revisor tendo que ver vídeo por vídeo, segundo por segundo, em busca dessas inconsistências?

A segunda etapa de verificação acontece quando o algorítimo analisa o conteúdo do áudio presente no vídeo, e novamente, se ele notar uma fala imprópria, a chance do vídeo ser removido também é muito grande.

Apesar do algorítimo servir como uma ferramenta de apoio, no final das contas quem toma a decisão final ainda é uma pessoa, ou ERA.

As novas políticas temporárias do Youtube

O youtube diz que, por enquanto, as remoções de novos vídeos podem acontecer mesmo que eles não violem as políticas e regras da plataforma.

Entretanto, as advertências não serão emitidas contra os criadores de conteúdo, exceto em casos extremos, casos esses quando a IA tem quase que 100% de certeza de que aquele conteúdo é violador.

Dessa forma, os criadores de conteúdo poderão notar um aumento repentino nas remoções de vídeos, sem nem mesmo receber uma notificação de que ele foi removido.

Meu conteúdo foi removido por engano, e agora?

Para aqueles criadores de conteúdo que acabaram tendo seus próprios vídeos removidos por engano, a plataforma recomenda que eles recorram ao Youtube, pedindo uma revisão de consideração.

Só que, como a quantidade de revisores humanos encontra-se em menor número, há de se imaginar que haverá atrasos no atendimento.

Logo, a revisão poderá acontecer, nas próximas horas, ou quem sabe nos próximos dias, no próximo mês ou até quando o surto acabar 😰

Visibilidade Reduzida

“Também teremos mais cuidado com o conteúdo promovido, incluindo transmissões ao vivo. Em alguns casos, o conteúdo não revisado pode não estar disponível na pesquisa, na página inicial ou nas recomendações.”

A boa notícia é que não haverá mudanças na monetização e isso inclui a continuação de vídeos relacionados ao coronavírus.

Como a pandemia não tem uma data certa para acabar, o youtube não nos deu um prazo para as coisas voltarem ao normal.

Mas a dúvida que paira no ar é, se todos estão em suas casas, porque não trabalhar home office? Por que as revisões devem ser feitas nos computadores do escritório do youtube? Eles não conseguem fazer isso de casa?

Portanto recomendamos aos criadores de conteúdo, um pouco mais de cautela no conteúdo que é produzido 😉

Referência: Protecting our extended workforce and the community

Escrito por William Lima - 22 de março de 2020 - 60 Views

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of