Olyng

Dicas e Estratégias de Marketing Digital

Pinterest lança programa de comerciantes verificados
Noticias & Novidades, Redes Sociais

Pinterest lança programa de comerciantes verificados

O Pinterest, uma das maiores redes sociais de compartilhamentos de fotos e portfólios online, lançou um programa para que os comerciantes da plataforma recebam um selo azul, que os diferencia de outros perfis normais.

De acordo com um comunicado feito pela plataforma, o Pinterest sempre foi um local aonde os visitantes almejavam comprar produtos e serviços, e com a crescente procura pela compra de itens online, a empresa resolveu fazer algo a respeito.

Um exemplo disso são os diversos anúncios orgânicos (não pagos) que você pode encontrar em contas comuns na plataforma, como é o caso desses exemplos abaixo:

exemplos de varejistas dentro do pinterest

Com diversas pessoas em isolamento em suas próprias casas, a aquisição de produtos online se torna cada vez mais relevante, e com isso muitas empresas e pequenos negócios estão recorrendo ao marketing digital.

Isso faz com que redes sociais como o pinterest, comece a mover suas peças fazendo assim aquilo que eles chamam de “mudança drástica no novo varejo”, desenvolvendo novas métricas de conversão e adotando técnicas de redirecionamento dinâmico.

“À medida que continuamos investindo em compras e no sucesso dos varejistas, estamos introduzindo novos recursos para ajudar varejistas de todos os tamanhos a serem descobertos e distribuir seus produtos nos espaços onde é mais provável que os Pinners comprem …”

O que você vai ver nesta notícia?

Programa de Comerciante Verificado

O Pinterest, recentemente lançou um programa para que os vendedores possam exibir uma marca azul em seu próprio perfil.

Diferente de um perfil comum, esse selo azul serve para informar ao visitante que aquele perfil é um comerciante verificado, e que este está apto para vender seus produtos e serviços dentro da plataforma.

Visto que, para ganhar este selo, você precisa aplicar ao programa do pinterest, e é claro, atender um conjunto de critérios, tal como visto na maioria das outras redes sociais.

No momento, esses critérios são validados manualmente pela equipe de suporte da plataforma.

Os adeptos ao programa de comeciante terão algumas vantagens extras, como:

  • Acesso a métricas de conversão (aonde contém insights sobre os visitantes que acessaram suas fotos ou seu perfil);
  • Ícone de “Loja” (no canto direito superior, aonde os vendedores poderão ver e adicionar produtos em um único local);
  • Experiências dedicadas de compra (Seus produtos aparecerão na categoria de produtos relacionados de outros vendedores);

Quais os requisitos para entrar no programa?

Apesar de ter sido lançado com um número seleto de varejistas, que já foram previamente examinados, qualquer vendedor pode se candidatar, e para isso ele precisa atender alguns requisitos.

Em primeiro lugar, recomendamos que os novos adeptos entendam as políticas e diretrizes do programa de comerciante, você pode encontra-las clicando aqui.

Além disso é necessário que o comerciante atenda os seguintes requisitos:

  • Possuir uma presença digital fora do pinterest (como um e-commerce, uma loja virtual ou estar presente em um marketplace);
  • Ter um catálogo de produtos online postados na plataforma, com informações claras sobre o produto, estoque, políticas de devolução.
  • Informar seus dados de contato;
  • Possuir política de frete, com prazos de entrega;
  • Não ser uma loja de revenda ou consignação;

Segundo o Pinterest, por enquanto eles só estão aceitando candidatos nos EUA, mas que até o final deste ano, o programa estará aberto para outros países.

Para se inscrever no programa de comerciantes verificados, basta clicar aqui.

O que esperar?

Com a crescente demanda pela compra de itens online, é bem provável que assim como em outros marketplaces, os vendedores tenham acesso a algumas métricas adicionais de conversão, como:

  • Informações orgânicas e Pagas;
  • Tráfego de Visitantes;
  • Check-out e tela especifica de vendas;
  • Aplicação de técnicas de re-targeting (“redirecionamento dinâmico”);
  • Melhoria na experiência do usuário com a plataforma;
Escrito por William Lima - 30 de março de 2020 - 69 Views

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of