Olyng

Dicas e Estratégias de Marketing Digital

O Google faz ou não a indexação de conteúdo oculto? [Solucionado]
Noticias & Novidades, SEO

O Google faz ou não a indexação de conteúdo oculto? [Solucionado]

A resposta é SIM, um conteúdo oculto é indexado normalmente pelo Google, desde de que ele exista dentro do HTML da página.

Já faz algum tempo que anda rolando uma ideia popular em que diz que o Google não reconhece, e portanto não compreende conteúdos que estão ocultos dentro do site.

Afinal, se o Google em um primeiro momento, prioriza todo conteúdo que é visível para o usuário, aquilo que está invisível e que precisa de uma ação manual por parte do usuário (como um clique de um botão para mostrar um texto escondido), por exemplo… não seria indexado por ele.

Esse dilema dividiu opiniões diferentes entre profissionais de SEO durante muitos anos, até que durante um hangout do Google Office Hours, John Mueller, nos deu uma percepção diferente de como tudo isso funcionava.

O que veremos nesta notícia?

O que é um conteúdo oculto?

Para que você possa entender o que está em questão neste post, é necessário que você saiba pelo menos o que é um conteúdo oculto.

Sabe aquelas páginas que você entra, e precisa colapsar/interagir com um certo elemento dentro da página, para visualizar um texto que estava guardado/escondido?

Exemplo de conteúdo oculto

Este “elemento” pode ser tanto um clique de um botão, um link de ‘ver conteúdo’ ou ‘mostrar mais’, quanto um retângulo como esses que você acabou de ver na ilustração acima, pela qual faz aparecer um texto que inicialmente estava escondido na tela.

O que perpetuou por muitos anos, foi que a comunidade de SEO’s ficou divida entre aqueles que achavam que conteúdos ocultos não eram indexados pelo Google, e por consequência, aquela página não ganhava o ranqueamento que ela merecia (caso não tivesse ocultado o conteúdo).

Já outros, acreditavam que por aquele conteúdo estar presente no HTML da página, ele poderia ser lido e interpretado normalmente pelo Google Bot.

Até entendemos o motivo desse grande dilema, tudo começou em 2013, quando Matt Cutts disse em um vídeo para ficarmos despreocupados com conteúdos existentes por trás de links, botões e elementos clicáveis na página.

Só que em pleno 2016, um outro funcionário da Google, chamado Gary Illyes, fez uma afirmação um pouco diferente, dizendo que conteúdos ocultos possuem certo peso na indexação, e que por conta disso, deveriam ser evitados.

Pelo sim pelo não, muitos profissionais abandonaram o uso dessas técnicas, ainda mais depois de surgirem diversos estudos que confirmavam cada vez mais as afirmações feitas por Gary Illyes.

Apesar desses estudos não serem considerados totalmente confiáveis, uma vez que não há nenhuma confirmação do Google, em que diz que desenvolvedores deveriam parar de esconder conteúdos dentro da página via CSS ou Javascript.

Tudo isso permanecia como uma grande incógnita, até que John Mueller acabou com esse mito.

Sim, conteúdos ocultos são indexados normalmente pelo Google!

Durante o hangout, um usuário decidiu fazer a seguinte pergunta:

“No mundo das indexações mobile, o texto oculto, conteúdo oculto atrás de abas e links, ainda serão desvalorizados? Isso pelo fato de existir uma chance menor de serem vistos pelo usuário?”

Mueller, respondeu que isso se tratava de um grande equivoco por parte desse usuário, uma vez que o Google Bot leva em consideração tudo aquilo que está no HTML da página.

Ou seja, se aquele texto existe no código HTML da página, o Google irá reconhece-lo estando ele visível ou não, mas desde que possa ser encontrado no HTML da página.

Conteúdo oculto VS Conteúdo não carregado

O que diferencia um conteúdo oculto (invisível) de um conteúdo não carregado?

Como você já sabe, um conteúdo oculto, é toda aquela informação (texto, imagem, vídeo, arquivo ou áudio) que precisa da interação do usuário para aparecer na tela.

Um exemplo de conteúdo oculto pode ser visto na nossa página de materias da Olyng.

Experimente passar o mouse em cima da imagem de um de nossos materiais, você vai perceber que um texto de breve descrição aparecerá:

exemplo de conteúdo oculto na página de materias da Olyng

O texto que você vê se trata de um conteúdo oculto, tanto é que se tentar ver o HTML dessa página, o texto esta lá.

Por um outro lado, um conteúdo não carregado, é aquele conteúdo que inicialmente não existe no HTML da página, mas que por uma ação do usuário, o site se encarrega de traze-lo para dentro do html.

Um exemplo disso, são as famosas requisições AJAX, que se encarregam de transitar dados entre a página e códigos do servidor.

Como o Google Bot não interage com códigos javascript (ajax), fica impossível trazer conteúdos para dentro do HTML da página, logo, estes não serão indexados.

Diferente do que acontece com conteúdos ocultos, que por meio do CSS, eles ficam invisíveis na tela do usuário, mas que ainda podem ser encontrados caso dessemos uma olhada no HTML daquela página.

Como saber se meu conteúdo é um conteúdo oculto ou não carregado?

Se você estiver usando o navegador Google Chrome para desktop, entre na página que você deseja analisar, e acione as teclas de atalho [CTRL] + [U], isso abrirá uma nova aba contendo a mesma página só que em formato HTML.

Em seguida use as teclas [CTRL] + [G], e na caixinha de pesquisa digite o texto do seu conteúdo oculto, por fim dê enter.

Se o seu texto for encontrado, parabéns, ele se trata de um conteúdo oculto e pode ser indexado pelo Google.

Caso contrário, ele se trata de um conteúdo não carregado, o que impossibilita sua própria indexação.

Em suma, se o conteúdo estiver sido carregado no HTML no momento exato em que o usuário ou o Google Bot visita aquela página, mesmo oculto via CSS, o Google fará a indexação normalmente.

O hangout de John Mueller, pode ser acompanhado abaixo:

Escrito por William Lima - 6 de abril de 2020 - 68 Views

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of