Olyng

Dicas e Estratégias de Marketing Digital

O que são Head Tail e Long Tail, e quando usar cada uma delas?
SEO

O que são Head Tail e Long Tail, e quando usar cada uma delas?

Você sabia que as palavras-chave são dividas em duas grandes categorias diferentes popularmente conhecidas como Head Tail e Long Tail?

As palavras-chave são elementos de grande importância no marketing digital, desempenhando um papel crucial na estratégia como um todo.

São elas que irão ranquear o seu site nas pesquisas e ajudar na atração de uma audiência qualificada. Mas você sabia que existem diferentes categorias de palavras-chave?

Palavras-chave do tipo Head Tail são palavras curtas com 1 ou 2 palavras que abrangem um tema mais generalizado, ou seja, tratam de assuntos mais amplos (Exemplo: “Carro Elétrico”, “Televisão 4k”, “Smartphone”, “Marketing Digital”).

Já as palavras-chave do tipo Long Tail são compostas por termos mais longos (mais de duas palavras) que se referem a assuntos mais específicos sobre um determinado tema (Exemplo: “Estratégias de Marketing Digital”, “Televisão 4k Marca X Aonde Comprar”, “Modelos de Carro Elétrico”).

Confira abaixo e descubra mais sobre as palavras-chave do tipo Head Tail e Long Tail.

O que iremos aprender hoje?

O que são palavras-chave?

Antes de mergulharmos nesse universo de palavras-chave, é importante que você esteja familiarizado com o seu significado.

Palavras-chave ou keywords em inglês, são palavras (termos) compostos por uma ou mais palavras atreladas a um significado, e que por vezes podem formar uma frase.

Mas se palavras-chave não passam de termos comuns, podemos dizer então que elas tem o mesmo significado que uma palavra ou um termo, não?

Não necessariamente, de acordo com o dicionário, uma palavra-chave tem o objetivo de traduzir o sentido de um contexto deixando o seu entendimento de uma forma mais simples e direta.

Portanto, o que difere uma palavra/termo de uma palavra-chave, é que ela foi a nomenclatura escolhida pelos buscadores online (Google, Bing e etc) para representar os termos que os usuários pesquisam (escrevem no campo de busca).

Sabe quando você pesquisa no Google o termo “Marketing Digital”, “SEO” ou “Como fazer um suco de laranja”, então… tais termos são vistos aos olhos dos buscadores como uma palavra-chave.

Se você deseja saber um pouco mais sobre palavras-chave, separamos um artigo que vai te ensinar tudo o que você precisa saber sobre palavras-chave, e como usa-las a seu favor para ter sucesso nas suas campanhas de marketing.

Agora que já entendemos o real significado de uma palavra-chave, chegou o momento de nos aprofundarmos ainda mais nessas duas categorias que a compõem.

O que é cada uma dessas categorias?

Na hora de construir o seu conteúdo para publicar na internet, a esperança é de que aquele texto ou vídeo seja assistido por todos os seus futuros clientes, e isso os faça despertar um desejo de compra de seus produtos.

Para conseguir atingir esse público alvo você define suas palavras-chave e as usa como guia para escrever o seu conteúdo, aplicando várias técnicas, como o SEO por exemplo.

Essas palavras são sub-divididas em duas grandes categorias, as conhecidas como Head Tail e as Long Tail. Essa classificação ocorre, pois cada estilo de palavra-chave possui utilizações e desafios diferentes umas das outras.

Como iremos acompanhar nos próximos tópicos abaixo, cada uma delas possuem especificidades diferentes dependendo do estágio em que a sua persona se encontra.

A palavra Head Tail

Essas palavras são as mais curtas possíveis, generalizando um tema. Ou seja, são palavras que abrangem uma quantidade enorme de público relacionado com um ou dois termos gerais.

Como essa palavra é um termo generalizado, é de se imaginar que o volume de busca é grande. Sendo essa uma das grandes diferenças entre as palavras-chave do tipo long tail.

Geralmente quem busca por palavras-chave do tipo head tail são pessoas que estão no primeiro estágio de descoberta no funil de vendas, ou seja, são aquelas pessoas que ainda não descobriram o que desejam e por consequência disso, estão buscando assuntos de forma mais genérica.

As vezes para se informar sobre um determinado tópico ou até mesmo para resolver uma dor.

Head Tail em sua tradução para o bom português ficaria algo como “Rabo de Cabeça”, ou seja, aquele que está no começo, no início.

Como você pode perceber na foto de capa deste artigo, usamos um desenho de um brontossauro para representar as palavras-chave do tipo head tail, observe a imagem abaixo com mais detalhes:

Ilustração de um Brontossauro exemplificando palavras-chave do tipo head tail.

Como podemos perceber a palavra-chave do tipo head tail é ilustrada como a parte mais alta – ou seja, cabeça do nosso brontossauro – uma vez que representa termos mais genéricos com sentidos mais amplos.

Em alguns artigos acadêmicos e materiais na internet, você encontrará diversas representações além das figuras de diplodocos, brontossauros, braquiossauros, ratos ou qualquer outro animal que sejam altos com uma cauda bem longa.

As Head Tail precisam ser utilizadas com sabedoria de uma maneira estratégica, nesse caso, quando for utiliza-las pense no topo de funil de vendas: se eu estou pesquisando por esse termo, que tipo de conteúdo eu gostaria de encontrar?

No mais, é só usar a logica, por exemplo, quem pesquisa por “Marketing Digital”, logicamente ainda está no processo de descoberta, sendo assim a pessoa que pesquisa por esse termo quer entender o quem vem a ser o “Marketing Digital”, logo, eu poderia criar conteúdos de forma a responder tal pergunta.

Só que ai vem o pulo do gato!

Lembra que eu falei que as head tail precisam ser usadas de forma estratégica? Então… pegando como exemplo o termo “Marketing Digital” que está no topo do funil de vendas (processo de descoberta).

Você poderia criar um conteúdo que falasse tudo sobre marketing digital, desde o que é, sua historia, importância, benefícios e afins. E no final de cada artigo você poderia recomendar conteúdos similares que fazem parte do escopo de assuntos relacionados a marketing digital.

Nesse caso você poderia criar links para outros artigos com assuntos mais específicos sobre o mesmo tema, por exemplo:

  • Como fazer e-mail marketing;
  • 12 dicas de marketing digital para as redes sociais;
  • O que é e como fazer marketing de conteúdo;
  • Os Pilares do Marketing Digital;

Como um bom profissional de marketing, você não quer que a pessoa que caiu no seu artigo esclareça suas duvidas, volte para o Google em busca de assuntos mais aprofundados, e acabe indo pra página dos seus concorrentes, certo?

A ideia aqui é pensar da seguinte forma: “Ok, o que mais de valor eu poderia entregar para esse meu visitante, de forma com que ele aprenda mais coisas relacionadas ao marketing digital, sem ele precisar sair do meu site?”.

E é nesse momento que as palavras-chave do tipo Long Tail começam a entrar em ação, mas por hora continuaremos a falar sobre as head tail 😉

Aqui vai outro exemplo, supondo que você tenha uma loja virtual focada na venda de smartphones.

Uma das palavras-chave principais que a sua loja deveria começar a pensar em ranquear é “Smartphone”, só que este termo possui um volume de buscas muito grande e uma concorrência bastante acirrada.

Além disso, quem procura por “Smartphone” não tem só a intenção de comprar um smartphone (que seria o core principal da sua loja virtual), mas também de esclarecer uma dúvida, saber o que vem a ser um smartphone, entender seus benefícios e entre outros.

Sabendo disso, você poderia criar um conteúdo sobre smartphone de uma maneira mais ampla, falando sobre os principais motivos para se ter um smartphone, o que é, como surgiu… e no final você poderia criar um link para sua loja com o seguinte texto: “Conheça a nossa linha de smartphones, tudo com 15% de desconto”.

Nesse caso, você não só esclareceu uma duvida do seu leitor como também o direcionou (quem sabe até influenciou) para a sua página de compras.

Entretanto, como essas palavras atingem um volume de pessoas muito grande, parece, à primeira vista, ser a melhor opção na hora de produzir conteúdos para internet.

Porém no mundo do marketing digital nada é tão simples assim. Utilizar apenas Head Tails é um erro grande, já que possui alguns empecilhos como estes que veremos nos próximos tópicos.

Um número muito alto de concorrentes

Como a palavra é um termo generalizado, muitas empresas, que muitas vezes não são nem seus concorrentes comerciais, irão a utilizar para ranquear seus sites. Essa competição de ranqueamento pode acabar enfraquecendo a sua campanha de marketing, reduzindo a visibilidade do seu site.

Quer fazer um experimento? Vá ao Google e pesquise o termo “celular”, observe que a quantidade de resultados encontrados por essa palavra-chave é de 948.000.000 de resultados:

Experimento de uma palavra-chave head tail no google

Agora experimente pesquisar o termo “celular dois chips”, você verá que a quantidade de resultados é significativamente menor, representando apenas 1.370.000 de resultados:

Experimento de uma palavra-chave head tail no google com menos resultados

Agora me responda, se eu fosse criar um conteúdo, com qual palavra-chave eu teria mais chances de aparecer nas primeiras páginas?

Tirando todo o trabalho que terei que fazer com SEO, marketing de conteúdo e etc, tenho muito mais chances de sucesso tentando competir com 1 milhão do que com quase 1 bilhão de resultados.

Quando falamos de concorrentes, não estamos nos referindo somente a concorrência que acontece na busca orgânica, mas colocamos nessa soma toda a concorrência que também acontece na busca paga.

Na busca paga existe uma competição quase que predatória e que você não vê, muitas empresas estão dispostas a dar lances altos só para terem seus anúncios veiculados em destaque na primeira página.

Nesse caso, quem der o lance mais alto tem mais chances de aparecer nos anúncios veiculados, mas isso não significa que se você der um lance muito baixo você não irá aparecer, muito pelo contrário, você pode aparecer sim só que em uma frequência bem menor.

Mas o que você atribui a essa alta concorrência?

Em primeiro lugar temos as empresas líder de mercado que estão dispostas a pagar grandes quantias de valor para manter seu posicionamento nas primeiras páginas dos motores de busca.

Por um outro lado temos também os leigos do marketing digital que por não saberem criar uma campanha de qualidade, acabam escolhendo uma palavra-chave de uso comum, sem faz qualquer tipo de planejamento.

Por consequência disso, acabam atraindo uma audiência desqualificada de pessoas que não tem o mínimo de interesse no conteúdo de seus anúncio.

💡 Você Sabia? Que quando apostamos nas palavras-chave Head Tail, estamos concorrendo com blogueiros, lojas virtuais, entusiastas e fabricantes?

Pouca qualidade de visitantes

Quando você atua em um nicho bem específico, atrair pessoas de todo o lado não é interessante, principalmente se você utiliza alguma técnica de pagamento por publicidade.

E é isso que a Head Tail faz, ela costuma atrair um número alto de visitantes que não tem o menor interesse em seu produto.

Quando você usa a palavra-chave “Homem de Ferro” visando ranquear uma loja de artigos de super heróis por exemplo, tenha em mente que a head tail não atrairá somente as pessoas dispostas a comprar seus artigos.

Mas isso não significa que entre Head Tail e Long Tail você precisa fugir da primeira opção sempre. Elas podem ser utilizadas como estratégias para divulgação da marca e até para atração de novos seguidores.

Mas ai você pode se perguntar, se as palavras-chave head tail dão aos sites maiores chances de visibilidade nos motores de busca e consequentemente mais tráfego, porque não focar nelas?

A resposta é simples, como as head tail acabam atraindo diversos tipos de públicos com interesses diferentes, ao menos que você tenha um orçamento milionário para chegar no topo mais rápido, o mais inteligente a se fazer é criar conteúdos específicos usando termos Long Tail, e ir “comendo pelas beiradas”.

Resumindo, as head tail são termos generalistas formadas por uma a no máximo três palavras, que possuem:

  • Baixa Probabilidade de Conversão (Na maioria das vezes as pessoas estão na etapa de descoberta);
  • Alto Volume de Buscas (Uma vez que são termos populares de uso comum);
  • Alta Dificuldade de Ranqueamento (Depende da Palavra);
  • Alto Nível de Competição e Concorrência (Tanto Orgânico quanto Pago);

Como ranquear suas Head Tail?

Até agora foi falado que ranquear um conteúdo usando termos head tail pode ser uma coisa bem difícil e custosa, mas em nenhum momento falamos que tal ação é impossível de ser feita.

Existe uma citação de um livro chamado Startup – Manual do Empreendedor, que faz uma analogia militar que cabe muito bem ao que estamos aprendendo neste artigo, o livro diz o seguinte:

Já em um mercado com múltiplos participantes, o custo de entrada é mais reduzido, contudo, ainda assim, você deve estimar gastar 1,7 vez o orçamento combinado de vendas e marketing da companhia que você planeja atacar. (Para entrar em um mercado existente você tem que roubar a participação no mercado de quem já está lá dentro, daí a analogia militar.)

Startup – Manual do Empreendedor

Portanto, se você pretende ranquear uma palavra-chave do tipo head tail nas primeiras páginas, verifique em um primeiro momento a quantidade de resultados que o buscador retorna para essa palavra-chave.

Em seguida selecione os primeiros resultados e comece a estudar a qualidade dos artigos, suas técnicas de SEO, quantos conteúdos aquela página costuma gerar por dia, e todas as outras estratégias de marketing que você achar relevante.

Depois junte isso tudo, e estime gastar 1,7 vez o orçamento que os resultados da primeira posição devem ter gastado para chegarem ali.

💡 Você sabia? Atualmente existem ferramentas capazes de analisar as estratégias de marketing dos seus concorrentes, as maiores são SEMRush e Ahrefs.

Lembre-se que quanto maior for o total de resultados, maior será o esforço de investimento que você terá que orçar.

Dicas de Ranqueamento

Um dos segredos é a confiabilidade da página, sendo assim os sites com uma alta autoridade de domínio tendem a ranquear melhor as palavras do tipo head tail.

Verifique também se o conteúdo da sua página é de qualidade, ou seja, se ele é completo e bem detalhado (aprofundando bem naquele assunto), isso facilita bastante na hora em que os buscadores forem classificar o conteúdo da sua página.

Temos também a quantidade de consultas totais que seu público faz sobre sua marca no Google, uma vez que quanto mais as pessoas pesquisam sobre sua marca nos buscadores, maior é a probabilidade de você se classificar.

A estratégia de backlink também deve ser levada em consideração, ou seja, links externos que apontam para suas páginas, são uma outra ótima maneira de você conseguir autoridade para seu domínio, e consequentemente conseguir ranquear melhor seus termos head tail.

Em último lugar e não menos importante, é que se o seu termo for o termo principal da sua página ou do seu domínio, mais fácil será o seu ranqueamento.

Por exemplo, “Olyng” é uma palavra-chave do tipo head tail, como se trata de um termo relacionado ao nome de uma marca, se você pesquisar por ele no Google, verá que o site da nossa ferramenta aparece na primeira posição #serpDomination

E essas Mid Tail que andam falando por ai?

Também conhecidas como Short Tail, são as “novas” sub-categorias de palavras-chave que tem entre dois a três termos no máximo.

Mas espera ai… não são as head tail que possuem essas características?

Sim, mas como hoje esta na moda ficar categorizando ainda mais certas coisas, muitos irão falar que as mid tail são meras invenções de um grupo moderno de profissionais de marketing, e nós até entendemos este tipo de posicionamento.

Como tudo nessa vida tem um começo, meio e fim, com as palavras-chave -que tem um começo (head tail), um fim (Long Tail) mas não tem um meio – não poderia ser diferente.

Sendo assim em alguns outros artigos você vai encontrar novas organizações de palavras-chave, como essas:

Head Tail – Formadas por uma única palavra.

Mid Tail – Formadas por duas a no máximo três palavras.

Long Tail – Formadas acima de três palavras.

A palavra Long Tail

Já essa segunda categoria conhecida popularmente como Cauda Longa, classifica as palavras-chave que são mais específicas, geralmente com mais de dois termos.

A palavra em si tem o papel de mostrar para o leitor exatamente o que ele está procurando, ao invés de apenas generalizar um nicho de atuação, por exemplo:

Enquanto a palavra-chave “Marketing Digital” categorizada como uma head tail retorna resultados amplos, a palavra-chave “Marketing Digital para Barbearias” por se tratar de uma long tail, vai retornar resultados mais específicos voltados para públicos específicos.

Abaixo você pode encontrar alguns exemplos de palavras-chave do tipo long tail criadas a partir do termo “Tênis de Corrida”:

  • Tênis de Corrida Masculino;
  • Tênis de Corrida Feminino;
  • Tênis de Corrida Masculino Marca Y;
  • Tênis de Corrida com Amortecedor;
  • Tênis de Corrida com Cano Alto;

Como se trata de uma pesquisa específica, o volume de pessoas atingidas é bem menor, o que não é necessariamente uma coisa ruim, uma vez que qualidade é melhor que quantidade.

Se você filtra o número de pessoas que pesquisam o seu site reduzindo o espectro de alcance, você acaba selecionando usuários com um perfil mais próximo do seu público alvo. Isso ajuda a vender mais e obter mais conversões.

Outro benefício dessa categoria é que, por se tratar de um termo específico, a concorrência é baixa, e permite que você alcance um bom ranqueamento mais rapidamente.

Então essas palavras estão fortemente relacionadas com a venda de produtos e serviços, e conteúdos bem específicos de uma só área dentro de um nicho de mercado.

Por exemplo, se você usa como palavra-chave o termo “Suco de detox emagrecedor”, vai atrair pessoas que procuram soluções para emagrecer e opções de sucos para auxiliar na tarefa.

Enquanto que se usasse “Suco” ou “Suco Detox”, atrairia desde as pessoas que querem sucos emagrecedores, fabricantes e até os consumidores de sucos de todos os tipos.

Quando estamos criando conteúdos que usam os termos long tail, o ideal é considerar a forma como a sua audiência faria a pesquisa nos buscadores online.

Um pouco da História

Apresentado pela primeira vez por Chris Anderson em seu livro A Cauda Longa – A nova dinâmica de marketing e vendas: como lucrar com a fragmentação dos mercados.

Anderson ressalta a importância de segmentar um mercado para um nicho especifico de pessoas, vendendo-se muito com pouca concorrência.

Segundo o autor, é muito mais interessante para a sua empresa segmentar a sua audiência se especializando em um nicho de mercado, do que tentar apostar todas as suas fichas numa venda mais ampla para diferentes públicos.

Voltando a ilustração do nosso brontossauro, podemos observar o seguinte comportamento quando se trata dos termos long tail:

Exemplo de palavras-chave do tipo long tail

Como podemos observar, diferente das head tails, as long tails por se tratarem de termos mais específicos, as pessoas que a usam procuram por respostas mais objetivas.

Até porque, se a gente for parar pra pensar quem pesquisa por “Tênis de Corrida” pode estar a procura de diferentes tipos e estilos de tênis para corrida, como por exemplo:

  • Pode ser um tênis masculino ou
  • Feminino ou
  • Cano Alto ou
  • Da marca X ou Y ou Z ou
  • Com amortecedor ou
  • Sem amortecedor ou etc…

Entretanto, quem pesquisa por “Tênis de Corrida Masculino Cano Alto Marca X” já esta praticamente quase que “comprando” o tênis, uma vez que por se tratar de um termo mais direcionado, já sabemos que ele esta a procura de um tênis de corrida do tipo masculino que tenha cano alto da marca x.

Long Tail e a Concordância Verbal

Geralmente quando estamos escrevendo um artigo usando uma palavra-chave do tipo Long Tail, o ideal é que tal termo faça o uso da concordância verbal.

Sem tal concordância, a leitura do seu texto pode se tornar uma coisa bem desagradável, o que também poderá ser um dos motivos de penalização do Google.

Por exemplo, imaginemos a construção de um texto que faça o uso do termo “Palmilha pés boneca”:

“Um dos motivos pelos quais as pessoas compram uma plamilha pés boneca, é que seus filhos pequenos possuem problemas com calçados…”.

Agora imagine a construção do mesmo texto usando um termo escrito de uma forma mais fluida, obedecendo as regras de concordância verbal, como “Palmilha para pés de boneca”:

“Um dos motivos pelos quais as pessoas compram uma plamilha para pés de boneca, é que seus filhos pequenos possuem problemas com calçados…”.

Viu como ficou mais fácil de ler e menos desagradável? É assim que você deve pensar quando for criar suas palavras-chave long tail.

Resumindo, as palavras-chave do tipo Long Tail não passam de variações de outras palavras-chave – que na maioria das vezes são originadas das head tail -, objetivando uma maior eficiência na busca.

Tais termos possuem algumas características como:

  • Alta Probabilidade de Conversão, uma vez que o usuário já esta no estágio de consideração no funil de vendas;
  • Baixo Volume de Buscas, como dito anteriormente são termos menos buscados;
  • Baixa Dificuldade de Ranquemento, por se tratar de uma especie de oceano azul a concorrência costuma ser bem baixa (Apenas poucos termos são bem concorridos se tratando de Long Tails);
  • Baixo Nível de Competição e Concorrência, tanto nos resultados orgânicos quanto nos pagos (O esforço para se ranquear uma long tail de forma orgânica é relativamente mais fácil do que fazer isso com as head tails);
  • Apresenta Baixos Custos, caso você for anunciar em mídias pagas;

Muito cuidado com as Looooong Tails

Quando me refiro as Looooong Tails, estou mencionando todas os termos demasiadamente longos, tão longos que o volume de buscas é inexistente porque ninguém tem o costume de pesquisar dessa forma.

São exemplos de Looooong tail:

  • Como fazer marketing digital em barbearias que aceitam mulheres, homens e crianças que possam agradar todos os públicos independentemente da idade deles?
  • Dicas para fazer um chá de bebê inesquecível para amigos, familiares, colegas de trabalho e chefes;
  • Como fabricar meu próprio suco detox emagrecedor e vende-lo por um preço consideravelmente mais baixo que meus concorrentes sem perder a qualidade;

Imagine por um momento você tendo que repetir essas frases ao longo do seu texto demasiadamente 😲

Long Tail e o Funil de Vendas

Lembra no tópico de head tail quando eu disse “E é nesse momento que as palavras-chave do tipo Long Tail começam a entrar em ação, mas por hora continuaremos a falar sobre as head tail”?

Então, chegou a hora de voltarmos a tocar neste assunto. Você sabe porque é nesse momento que as palavras-chave do tipo Long Tail começam a entrar em ação?

Para encontrar a resposta dessa pergunta você precisa entender um poucos dos estágios do funil de vendas e a jornada que o seu público percorre.

Tomando como exemplo o termo head tail “Marketing de Conteúdo”, geralmente quem pesquisa por ele ainda esta na fase de descoberta do nosso funil de vendas, ou seja, no topo do nosso funil.

Funil de Vendas Estágio de Descoberta

Muitas vezes as pessoas ouviram falar dessa prática de conteúdo e estão querendo se aprofundar, a fim de conhecer mais sobre ela, procurando entender desde o que é, como é feito, e como isso pode agregar no seu próprio negócio.

Como você não quer seu o usuário saia do seu site logo após entender o que vem a ser marketing de conteúdo, voltando ao motor de busca na procura de assuntos mais aprofundados sobre o mesmo tema, é a hora de levantar algumas hipóteses de assuntos correlacionados ao termo principal.

Nesse caso, é só pensarmos um pouquinho… quem pesquisa sobre marketing de conteúdo pode acabar pesquisando também por:

  • “Curso de Marketing de Conteúdo”?
  • “Dicas de Marketing de Conteúdo”?
  • “Marketing de Conteúdo para pequenas empresas”?

Perceba que quanto mais hipóteses de novos possíveis conteúdos eu levanto, mais termos long tail – do estágio de consideração – acabam surgindo? 🤔

A sua intenção como um bom profissional de marketing é fazer com que o seu visitante acesse o seu conteúdo no estágio de descoberta, e vá seguindo pelo seu funil de vendas até o estágio compra.

💡 Você Sabia? Que um visitante que esta no estágio de descoberta no seu funil de vendas, pode voltar ao Google e acabar caindo no estágio de consideração/compra do funil de vendas do seu concorrente?

Isso acontece muito quando um visitante entra no seu site através de uma head tail, volta pro motor de busca e acaba caindo em um conteúdo feito por outra pessoa

Exemplo, o usuário cai na sua página pesquisando o termo “Marketing Digital”, em seguida volta pro Google pesquisando “Curso de Marketing Digital”, cai no blog do seu concorrente e compra o curso dele, sendo que você tem um curso de marketing de digital 😅

E novamente, você como um bom profissional de marketing não quer nem sonhar com isso, não é verdade?

Os objetivos das Long Tails

Os objetivos das Long Tail

Já vimos que entre Head Tail e Long Tail, cada categoria possui suas particularidades e por isso devem ser utilizadas em momentos e objetivos específicos.

No caso das palavras longas e específicas, devem ser utilizadas quando a campanha de marketing é pensada para abordar três tópicos, que são:

Bom custo benefício

Em qualquer ramo de negócio, o custo benefício das estratégias é algo muito relevante. No caso do marketing digital isso também é verdadeiro, uma vez que campanhas virtuais podem gerar um gasto enorme com pouco ou nenhum retorno.

Um dos principais gastos na hora de lançar uma campanha dessas é pagar uma quantia para aparições e cliques do anúncio no ambiente virtual.

Com isso, as Long Tails, por serem mais específicas, limitam a visualização do anúncio para pessoas que realmente pertencem ao seu público alvo, obtendo um retorno maior.

Lembre-se que em certas situações, a qualidade se torna melhor que a quantidade.

Rapidez para atingir o objetivo da campanha

Cada campanha possui objetivos distintos, seja o de atrair novas pessoas ou converter visitantes em clientes. Quando você escolhe entre Head Tail e Long Tail deve ter em mente qual atinge mais rapidamente os objetivos iniciais.

As palavras longas realizam um processo de pré-qualificação de quem pode visualizar o anúncio, alcançando os objetivos com muito mais rapidez.

Reduzir a devolução ou cancelamento de compras

Um grande problema que ocorre na internet, principalmente no e-commerce, é a devolução de produtos e cancelamento de compras.

Isso acontece porque na maioria das vezes o cliente não está satisfeito com o produto, uma vez que ele estava pesquisando por outra coisa, e achou melhor devolver o produto indesejado e comprar com os seus concorrentes.

Quando você usa a Head Tail, a probabilidade disso acontecer é maior, já que o termo geral atrai um volume enorme de pessoas com ideias diferentes sobre um mesmo tema.

Já a Long Tail reduz esse índice, pois quem entra em seu site já está tentado a comprar e realmente sabe qual o produto está sendo ofertado.

E por qual motivo eu usaria uma Head Tail?

De início, parece que utilizar termos gerais é ruim, já que a concorrência aumenta a dificuldade de ranqueamento e vários outros obstáculos surgem.

Porém você depender apenas das Long Tails é arriscado, uma vez que são palavras muito específicas, e reduz o alcance de sua campanha.

Ou seja, você precisa de ambas, Head Tail e Long Tail, para compor uma estratégia que vai funcionar para mais pessoas e ajudar as suas vendas a subirem.

Quando as pessoas realizam uma pesquisa na internet elas procuram resolver algum problema. E muitas vezes elas não têm nem ideia de como é essa solução.

É nessa hora que as Head Tails se tornam importante, já que essas pessoas fazem buscas bem gerais e acabam descobrindo os seus produtos.

Lembre-se do funil de vendas, com as head tail você consegue atrair um enorme numero de visitantes, e com as long tail você conseguirá fazer com esse visitante se torne um lead, tenha a inteção de comprar com você, e finalmente feche a compra passando por todos as etapas do funil.

E quando é melhor usar uma Long Tail?

Essas palavras devem ser usadas com bastante frequência, já que elas tornam o seu conteúdo mais específico e atraem aquelas pessoas que já sabem exatamente o que querem e, geralmente, são clientes em potencial.

Quando você utiliza essas palavras mais longas, você reduz a visibilidade do seu conteúdo, porém atinge diretamente quem está procurando o seu produto específico.

Por essa razão, as Long Tails podem ser utilizadas em qualquer campanha de marketing, independente do nível de funil que se encontra.

Além disso, você pensar em várias palavras-chave nessa categoria faz com que exercite sua criatividade sobre o tema, possibilitando construir um conteúdo mais rico e atraente.

Como encontrar o ponto de equilíbrio entre Head Tail e Long Tail?

Como encontrar o ponto de equilibrio

Agora já sabemos que ambas as categorias de palavras-chave são importantes, e devem ser utilizadas em equilíbrio, de modo a construir campanhas mais eficientes.

Então o próximo passo é descobrirmos como encontrar o equilíbrio entre essas palavras, sem perder os benefícios de nenhuma delas.

De modo geral, a utilização de cada categoria vai depender do tipo de conteúdo do texto, e o objetivo esperado.

Por exemplo, termos novos e conteúdos virais são mais bem desenvolvidos quando utilizadas as Head Tails. Isso porque essa categoria já possui um volume grande de busca e acaba se tornando específico para esses termos.

Percebe-se que as Head Tails se desenvolvem com um trabalho de percepção de conteúdos em alta no momento, procurando termos que são amplamente utilizados e causam uma boa atração de marketing.

Um bom exemplo disso é usar palavras-chaves curtas em conteúdos sobre produtos de filmes que estão em cartaz.

Saber usar bem essas palavras é essencial para produzir conteúdos de alta qualidade, porém essa não é a única variável que ranqueia um site. Você deve se preocupar com vários outros elementos, como qualidade, distribuição das palavras-chave pelo texto, uso correto de links e etc.

Como usar essas palavras-chave (head Tail ou Long Tail) em seu Texto?

Com a sua palavra-chave do tipo Head Tail ou Long Tail em mãos certifique-se de durante a escrita do seu texto você respeite as seguintes regras:

  • A densidade com que a sua palavra-chave aparece no seu texto deve aparecer em uma porcentagem minima de 3,5% e máxima de 10%;
  • O seu termo deve existir logo no primeiro paragrafo do seu texto;
  • O termo deve estar contido no título do seu conteúdo e aparecer algumas vezes também nos subtitulos;
  • Caso existir alguma imagem no seu conteúdo certifique-se de que a maioria delas leva o seu termo no atributo alt;

Fazer isso a mão, pode ser uma tarefa um tanto quanto complicada, mas se você usa o wordpress, nós recomendamos fortemente a instalação do Plugin Yoast SEO que vai te ajudar com essas dicas que comentamos logo acima.

Usando a Long Tail com o SEO

As Head Tail e Long Tail são utilizadas como palavras-chave, isso significa que devem ser colocadas em um texto de modo orgânico e com nexo textual.

Cumprir esses requisitos é importante, pois você ganha uma “recompensa” dupla. Uma agradando o algoritmo do Google, e outra agradando o próprio leitor.

Isso nos leva a outro conceito importante, as estratégias de SEO, que são técnicas e cuidados que você deve tomar na hora de escrever seu conteúdo para torná-lo mais bem ranqueado.

Nesse contexto, as Head Tails são relativamente fáceis, já que os termos são curtos e se encaixam bem em seu texto. O mesmo não ocorre com as Long Tails.

Os termos são muito específicos, e se não forem bem pensados antes de começar o conteúdo, pode prejudicar até a construção de suas frases.

Por exemplo, se você usar uma Long Tail dessa forma: “Suco detox emagrecer”, o seu texto pode ficar prejudicado, já que não há concordância verbal do “emagrecer” com o “Suco detox”.

Isso diminui a qualidade do seu conteúdo, e como os algoritmos de mecanismo de buscas estão cada vez mais inteligentes, eles são capazes de identificar esses pequenos deslizes. Além disso, a leitura fica prejudicada, o que pode desanimar muitos visitantes na hora de decidir uma compra.

Ou seja, quando você definir uma Head Tail ou uma Long Tail, você deve já pensar em como ficará o seu texto para evitar problemas futuros e acabar perdendo posições na página de resultados.

E como encontrar as palavras-chave certas?

Encontrando as palavras-chave certas

Porém, de pouco adianta saber como usar cada categoria de palavras se você não conseguir descobrir quais são os melhores termos para o seu produto.

O sucesso da sua campanha de marketing depende, em grande parte, da sua capacidade de perceber e captar essas palavras.

Existem várias ferramentas que auxiliam nessa etapa, desde a descoberta dos termos mais pesquisados até a avaliação de volume de busca para uma palavra-chave que você está considerando utilizar.

Essas ferramentas realmente fazem a diferença na hora de minerar uma palavra-chave do tipo Head Tail ou Long Tail para utilizar em sua campanha de marketing. Porém o principal filtro deve ser realizado por você, utilizando sua experiência e conhecimento sobre o assunto para escolher os melhores termos.

Então, toda vez que for realizar sua pesquisa por palavras-chave para um conteúdo, se coloque no lugar do leitor e imagine quais termos promoveriam a melhor qualidade textual.

Depois de escolher esses termos, teste-os em uma ferramenta online, para filtrar os resultados mais relevantes. E, além disso, você ainda pode pesquisar as palavras para descobrir quem são os seus concorrentes diretos.

Principais Ferramentas do Mercado Para Pesquisa de Palavras-chave (Head Tail e Long Tail)

Uma das maneiras mais fáceis de minerar palavras-chave sejam elas head, mid ou long tail é fazendo o uso de ferramentas de qualidade.

Abaixo separamos 6 ferramentas que podem te ajudar estrategicamente na busca de palavras-chave prontas para você usar em seu conteúdo online.

1- KeyWord Planner (Adwords)

O Google possui milhares de ferramentas disponíveis gratuitamente para analise, desde a analise de palavras-chave até ferramentas capazes de extrair dados concretos do seu mercado de atuação.

Uma delas é o KeyWord Planner, também conhecida popularmente como o Planejador de Palavras-chave, que pode ser encontrada dentro do Google Adwords.

Com ela, você será capaz de extrair ideias de palavras-chave informando termos curtose longos, verificando o volume de buscas mensais além dela te retornar alguns dados, como sugestão de custos caso você for anunciar no Adwords.

Tal ferramenta pode ser usada como seu planejador pessoal de novas pautas de conteúdo, que se usados de maneira eficaz pode gerar novas formas de tráfego orgânico para seu site.

2- Keyword Tool

Voltada para geração de ideias de palavras-chave do tipo long tail, a ferramenta Keyword Tool é especializada em não só trazer ideias de conteúdo para o Google, mas como também para:

  • Youtube
  • Bing;
  • Amazon;
  • Ebay;
  • Playstore;
  • Instagram;
  • Twitter;

É importante ressaltar que esta ferramenta extrai dados do Keyword Planner, o que a torna mais completa.

3- SemRush

Considerada atualmente pelos profissionais de marketing como uma ferramenta indispensável para um bom planejamento, a SemRush é a ferramenta perfeita para a ocasião.

Com ela você poderá:

  • Gerar novas ideias de palavras-chave sejam elas Head, Mid ou Long Tail;
  • Desempenho dos seus concorrentes nos mecanismos de busca;
  • Trabalhar com Social Media;
  • Pesquisa de Marketing e muito mais;

4- Google Trends

Mais outra ferramenta da Google muito usada para analise de tendências de mercado, que pode te ajudar a predicar comportamentos futuros da sua audiência, a ferramenta Google Trends vem mostrando seu valor ao longo do tempo.

Com ela você será capaz de buscar palavras-chave e saber quais as consultas relacionadas seu público realiza, ou seja, que seu público também tem o costume de pesquisar – As pessoas que pesquisam por “Marketing Digital” também pesquisam por “O que é Marketing Digital”.

5- KeyWord Explorer (Moz)

Oferecendo um enorme banco de dados lotado de palavras-chave que as pessoas pesquisam ao longo dos anos, a moz definitivamente é uma especie de skynet quando o assunto é marketing research.

A ferramenta KeyWord Explorer te dá a possibilidade de extrair relatórios de pesquisa de palavras-chave, sejam eles diários, semanais ou quinzenais (depende do plano em que você for escolher).

E não acaba por ai, com ela você também consegue:

6- Answer The Public

Uma outra ferramenta capaz de descobrir o que as pessoas estão pesquisando na internet mundo a fora é a AnswerThePublic.

Oferecendo uma forma que consegue unir a criatividade de uma maneira mais visual possível. Ela é uma ferramenta de autocompletar capaz de identificar possíveis tópicos de novos conteúdos, que você poderá usar no seu site ou blog.

Por que é importante descobrir quem são os meus concorrentes?

A concorrência produz conteúdo com o mesmo objetivo que você, atrair mais clientes. Então saber quais estratégias eles estão utilizando é essencial para saber como definir a sua própria estratégia.

Além disso, quando você utiliza as Head Tails, pesquisar a sua concorrência permite saber se os sites que estão acima de você são realmente concorrentes comerciais ou apenas utilizam o mesmo termo para vender outro produto.

Já quando utiliza Long Tails, você pode pesquisar para ver quais pontos os seus concorrentes ainda não exploraram, sendo uma oportunidade para você crescer e conquistar clientes.

Além disso, se os dois cenários (Com Head Tail e Long Tail) parecerem desfavoráveis para a sua empresa, você pode buscar outras variações da mesma palavra para conseguir resultados melhores.

Sabendo definir essas palavras de forma a garantir que sua a concorrência não seja muito mais forte que você, o ranqueamento se torna algo mais próximo, e sua campanha de marketing começa a surtir muito mais efeito.

Conheça mais estratégias de marketing para o seu negócio

Saber diferenciar uma Head Tail de uma Long Tail é importante, só com esse conhecimento você se torna capaz de competir em diferentes situações e ganhar espaço na internet.

Porém o mundo do marketing digital é enorme e esta em constante mudança, e pensando nisso… desenvolvemos vários artigos e dicas que podemos passar para você. Acompanhe nossos conteúdos e descubra mais estratégias para decolar a sua marca.

Escrito por William Lima - 16 de dezembro de 2019 - 399 Views